TODO MATERIAL POSTADO EM MEU BLOG É DE CONTEÚDO PESQUISADO NA INTERNET OU DE AMIGOS QUE ME ENVIAM, AO QUAL SOU SEMPRE AGRADECIDO.
POUCAS VEZES CRIEI ALGO PARA COLOCAR NO BLOG.
O MEU SENTIMENTO É O DE UM GARIMPEIRO, QUE BUSCA DIAMANTES, E QUANDO ENCONTRA NÃO CONSEGUE GUARDAR PARA SI.

15/11/2016

PROCLAMAÇÃO DA REPÚBLICA NO BRASIL





A Proclamação da República Brasileira é o evento, na História do Brasil, que instaurou esse regime político no país, derrubando a Monarquia.

Ocorreu no dia 15 de Novembro de 1889 no Rio de Janeiro, então capital do país, na praça da Aclamação (hoje Praça da República), quando um grupo de militares do Exército brasileiro, liderados pelo Comandante marechal Deodoro da Fonseca, deu um golpe de estado e depôs o Imperador D. Pedro II, considerado por historiadores um imperador de alma republicana, em seu diário escreve:

"Nasci para consagrar-me às letras e às ciências, e, a ocupar posição política, preferiria a de presidente da República ou ministro à de imperador"
"Eu sou republicano. Todos o sabem. Se fosse egoísta, proclamava a República para ter as glórias de Washington"

Era a favor de eleições livres e ardoroso defensor da educação como instrumento democrático.

"Sem bastante educação popular não haverá eleições como todos, e sobretudo o imperador, primeiro representante da nação, e, por isso, primeiro interessado em que ela seja legitimamente representada, devemos querer",
Institui-se então a República, sendo nessa data que o jurista Ruy Barbosa assinou o primeiro decreto do novo regime, instituindo um governo provisório.
O Imperador, em Petrópolis, foi informado e decidiu descer para a Corte.
Ao saber do golpe, reconheceu a queda do Gabinete e procurou anunciar um novo nome para substituir Ouro Preto.
No entanto, como nada fora dito sobre República até então, os republicanos mais exaltados, tendo Benjamin Constant à frente, espalharam o boato de que o Imperador escolheria Gaspar Silveira Martins, inimigo político de Deodoro desde os tempos do Rio Grande do Sul, para ser o novo chefe de governo.
Com este engodo, Deodoro foi convencido a aderir à causa republicana.
O Imperador foi informado disso e, desiludido, decidiu não oferecer resistência.
À noite, na Câmara Municipal do Município Neutro, José do Patrocínio redigiu a proclamação oficial da República dos Estados Unidos do Brasil, aprovada sem votação.
O texto foi para as gráficas de jornais que apoiavam a causa e só no dia seguinte (16 de novembro) anunciou-se ao povo a mudança do regime.

O Imperador e a Família Imperial receberam ordem de banimento e foram embarcados à força do Paço para o exílio no vapor Alagoas.
Vale ressaltar que a Proclamação da República no Brasil foi essencialmente um movimento das elites, sem nenhuma participação popular (tal qual a Independência e o surgimento do Império), sendo estes considerados "bestializados" do fato que o país enfrentava, nas palavras de Aristides Lobo em artigo de primeira página publicado no Diário Popular de São Paulo no dia 17 de novembro de 1889.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SUA OPINIÃO É MUITO IMPORTANTE.

VÁRIOS CURSO SOBRE EDUCAÇÃO